A RATOEIRA         

O executado estava cercado.

Fora apanhado numa ratoeira.

Ele e milhares de outros portugueses.
E muitos outros na UE e nos EUA, bem como por todo o mundo. Vítimas silenciosas da "BOLHA".   

 

 

As tentativas de renegociação da dívida por parte do executado foram infrutíferas frente à exigência incontornável do banco BPI. Como os outros bancos, estava já afectado pela crise dos mercados financeiros internacionais dadas as crescentes dificuldades na obtenção de recursos, que afectou a quase generalidade das instituições financeiras a partir de 2006.

2018 por Antares Editores

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon